quarta-feira, 28 de novembro de 2012

um sopro de azul





um sopro de azul
hasteadas velas brancas
singram céu e mar





2 comentários:

Karinna* disse...

*Não sei fazer haikais, não sei contar sílabas poéticas, só domino o poetrix...

Azuis*

de céu azulado
de águas cristalinas
reflexo em tuas retinas.

Karinna*

Um abraço
K*

Nilma Pessoa disse...

é fácil contar, eu conto o sopro de como sai na pronúncia: são as sílabas poéticas. vogais comumente se juntam, por ex, em "de á/guas", duas sílabas; "re/fle/xo em", 3 sílabas e conto "tuas" em um só fôlego, não dividida como gramaticalmente. contei como 5-5-6, cabe num haikai. :)